ALASCA - EUA

Alaska 


Faltava um. O último. Na última fronteira, pensava eu. Que história vou ouvir? Que experiência de vida pra colecionar, ensinamentos pra levar após 19.763 km de jornada? 


Depois de um trecho com muita chuva congelante, dedos das mãos dormentes e muito frio, encontro num posto de apoio ao turista um homem de olhar sereno, tímido, contemplativo, olhando para a vasta campina verde do alto de um mirante. Contei-lhe a minha história e ele, a dele. 


Ouvi atentamente e me espantei. A história dele tinha a mesma essência da primeira, lá em Corumbá, no Mato Grosso. Um guia, as dificuldades climáticas e a paixão pelo que fazia. Se no Brasil, o Sr. Wilson vislumbrava o cenário árido, ali no extremo oposto, aquele senhor contemplava com a mesma expressão a chuva que não cessava. No olhar de ambos, a espera, sem perder a paixão pelo ofício. 


Essa imagem final me ajudou a fechar esta trajetória e refletir ainda mais acerca das distâncias, sobre o que nos separa e o que pode nos unir.  
 

© 2019 - 2020 by Marcos Veloso.