EL SALVADOR

Pare sua moto aqui e terá um bom hotel. 


Depois de procurar alguns hostels, acabei abordado por um segu-rança que convenceu a me hospedar no local. Ele vigiava os carros e senti que a Nina ficaria bem sob seu olhar. 


Seu jeito simpático não conseguia disfarçar a tristeza de quem perde-ra algo importante. Depois de 17 anos nos EUA, fora deportado e estava de volta à sua terra natal. "E agora não sou nada, não tenho nada, portanto, não tenho história nenhuma pra contar:' 


José recusou meu convite para ser retratado. Ele ainda não havia se re-encontrado. Contudo, sua essência, nem a tristeza apagou. 


Depois de minha insistência, José me contou sua história. Eu ouvi e disse que ele merecia ser retratado: alguém que ultrapassou fronteiras de países e foi contido por elas, mas que não permitiu que essas fronteiras destituíssem a sua essência. 
 

© 2019 - 2020 by Marcos Veloso.